Biblioteca Euclides da Cunha (BEC)

A Biblioteca Euclides da Cunha (BEC) é uma Unidade da Fundação Biblioteca Nacional, com função biblioteconômica, centrada no atendimento ao cidadão. Localizada no 4º andar do Palácio Gustavo Capanema, prédio situado no Centro do Rio de Janeiro e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), ocupa uma área de 786 m², na qual preserva parte do mobiliário e luminárias da época de sua inauguração.

Biblioteca Euclides da Cunha

Vista interna da Biblioteca Euclides da Cunha
Vista interna da Biblioteca Euclides da Cunha

A Biblioteca Euclides da Cunha (BEC) é uma Unidade da Fundação Biblioteca Nacional, com função biblioteconômica, centrada no atendimento ao cidadão. Localizada no 4º andar do Palácio Gustavo Capanema, prédio situado no Centro do Rio de Janeiro e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), ocupa uma área de 786 m², na qual preserva parte do mobiliário e luminárias da época de sua inauguração.

Sua localização, a facilidade de acesso via transportes coletivos, seu perfil de biblioteca pública com livre acesso às estantes e empréstimo domiciliar, constituem fatores decisivos para visitas diárias de leitores ao seu salão de leitura.

A Biblioteca Euclides da Cunha atende à sociedade em geral, oferecendo serviços públicos e gratuitos de livre acesso à leitura, à informação e aos registros de expressão cultural e intelectual humana, sem distinção de faixa etária e nenhuma forma de censura ideológica, política ou religiosa em sua diversidade e pluralidade.

Acervos e coleções

  • Coleção Euclidiana
  • Coleção de Obras gerais
  • Coleção de Periódicos
  • Coleção de Referência.

Periódicos

  • Jornais diários e revistas correntes disponíveis para leitura.

Serviços

  • Acesso livre
  • Consulta online à base de dados
  • Serviço de Referência, assessoria e orientação à pesquisa
  • Reserva de livros (por três dias)
  • Empréstimo Domiciliar - mediante apresentação da carteira de associado, conforme o Regulamento da BEC
  • Cópias - observando o estado físico da obra e a Lei de Direitos Autorais
  • Cine BEC
  • Estudo em grupo
  • Visita orientada

Um pouco de História

A criação da BEC está intimamente ligada à gestão do ministro Gustavo Capanema no Ministério da Educação e Saúde Pública, cargo que assumiu em julho de 1934. Homem de espírito humanista e visão administrativa, trabalhou para construir o "Ministério do Homem", aquele destinado a "preparar, compor e aperfeiçoar o homem do Brasil".

A reforma ministerial idealizada por Capanema e instituída através da  Lei nº 378 de 13/01/1937 traz no artigo 20 um conjunto de órgãos complementares, no qual insere-se uma biblioteca, a Biblioteca do Ministério dos Negócios da Educação e Saúde, hoje Biblioteca Euclides da Cunha, designação recebida a partir de 1968.

Gustavo Capanema dedicou-se à reforma dos meios burocrático-administrativos, processo que incluiu a construção de um edifício que abrigasse seus órgãos de direção, inclusive a biblioteca. O prédio que resulta desta iniciativa foi inaugurado em 3 de outubro de 1945 e, nesta data, a bibliotecária Emy Pamplona recebe o presidente Getúlio Vargas no salão da Biblioteca do Ministério da Educação e Saúde na nova sede.

Mostras temáticas

Realização de mostras de acervo sobre temas variados, apoiadas no acervo da BEC.