O animismo fetichista dos negros baianos

Autor(es): 
Nina Rodrigues

“Raimundo Nina Rodrigues (1862-1906) é quase sempre lembrado como o fundador da antropologia brasileira, transmissor e elaborador das teorias do determinismo biológico de sua época (...). A estratégia de narrativa de Nina Rodrigues é construída de forma a provar que tudo o que estava sendo dito foi visto por ele mesmo ou relatado por uma testemunha ocular (...). Nina Rodrigues não tratou apenas da magia e da feitiçaria (...). Assim, pela primeira vez na literatura brasileira, encontramos descritas em grande detalhe as casas na estrada do Rio Vermelho, a Casa Branca do Engenho Velho, o Gantois e o terreiro do Garcia, que serão considerados depois como autênticos terreiros nagôs da Bahia. Mas não só estes famosos terreiros são descritos. (...) Nina Rodrigues fez muito mais do que descrever os candomblés da Bahia de sua época: estabeleceu formas de compreender esse fenômeno que permeou a escrita de todos que o seguiram. Estabeleceu os temas e as questões que fascinam estudiosos até hoje.”

(texto da orelha)

Características (título)

Ano de publicação: 
2006

Rótulos

Livros
Reedições de obras clássicas
Fac-símiles
Obras de referência