O Rio de Janeiro do século XVIII no olhar dos viajantes ingleses

Dezembro, 2006
Danilo Lopes Brito
Pesquisa
Rio de Janeiro, Século XVIII, Relatos de viajantes, bolsista iniciação científica

Bolsista - Iniciação Científica

Desde seu início, a proposta do projeto relativo à presente pesquisa era traduzir relatos de viagem feitos de por ingleses que estiveram No Rio de Janeiro no século XVIII, de modo que o foco seriam justamente as descrições dessa cidade. Ao todo, traduzi nove autores – nove relatos, portanto – que representam bem o ponto de vista inglês e, de certa forma, europeu sobre aqueles que habitavam os trópicos.

A proposta de traduzir esses relatos surgiu a partir de uma inquietação acerca da escassez de materiais envolvendo essa temática. No entanto, meu interesse pelo assunto aumentou gradativamente e, ao longo do período de pesquisa, procurei apresentar meu trabalho, bem como algumas considerações, em eventos e em um curso de extensão ministrado na Faculdade de Letras da UFRJ. Ao fim de minha graduação, ocorrida no segundo semestre de 2007, participei do processo de seleção do mestrado do Programa de Pós-graduação em Lingüística Aplicada, também na Faculdade de Letras da UFRJ. A proposta dessa segunda fase da pesquisa consiste em uma análise discursiva de alguns relatos feitos por viajantes de uma mesma expedição – a saber, de Anderson, Barrow e Staunton.

Desse modo, portanto, a pesquisa não se encerra aqui. Pelo contrário: os textos traduzidos, se disponibilizados ao público, servirão como fonte de estudo sobre os relatos de viagem em si, além de estarem lingüisticamente acessíveis a mais pessoas. A pesquisa, além disso, abre caminho para uma série de novos estudos similares.

AnexoTamanho
PDF icon danilo_l._brito.pdf614.1 KB