História - Estádio Mário Filho (Maracanã) - 65 anos

terça-feira, 16 de junho de 2015.
Data histórica
450 anos do Rio de Janeiro, Futebol
Em 16 de junho de 1950, com a realização de uma cerimônia formal, era inaugurado o Estádio Mario Filho, conhecido mundialmente como Maracanã. No dia seguinte ocorreu o primeiro jogo, um amistoso entre as seleções do Rio de Janeiro e de São Paulo, que terminou com vitória dos paulistas por 3 x 1. A partida consagrou o meio-campista da equipe carioca Didi, do Fluminense, como autor do primeiro gol no estádio, e o goleiro paulista Osvaldo Pisoni como primeiro a levar um gol.

Biblioteca Nacional-1430.jpg

Foto panorâmica do estádio - Primeira página do Diário da Noite de 16/06/1950
Foto panorâmica do estádio - Primeira página do Diário da Noite de 16/06/1950

No dia 16 de junho de 1950 o Jornal Diário da Noite publicou na sua primeira página:

"Hoje: presente régio à cidade - UM ESTÁDIO PARA A COPA DO MUNDO - De onde ponta-pés famosos abalarão os desportistas do Mundo."

O jornal prossegue na página seis com a seguinte descrição:

"A maior praça de esportes da América do Sul - a segunda do planeta - abrirá, assim suas portas para a Copa do Mundo, oferecendo as visitantes estrangeiros uma realidade que resiste ao confronto do que de mais moderno, vasto e elegante possa existir, nos países mais avançados esportivamente.

O Estádio Municipal visto na profusão dos seus detalhes, na amplitude de seus compartimentos, observando-se a técnica do traçado, - é qualquer coisa empolgante, que promove exclamações, sobretudo se considerado como obra gigantesca, construída numa blitz de poucos meses de trabalho diuturno. Se não restassem empreendimentos outros a assinalar o rastro que a administração do prefeito Mendes de Moraes deixa na capital da República, - o Estádio Municipal cobriria esse claro, e disso terão certeza os leitores quando percorrerem, por ocasião das pelejas internacionais da Copa, as enormes galerias de cimento armado do Municipal."

Primeira página do Diário da Noite de 16/06/1950
Planta do estádio publicada no Diário da Noite de 16/06/1950, p.6
Planta do estádio publicada no Diário da Noite de 16/06/1950, p.6