Dia do Islamismo em São Paulo

terça-feira, 12 de maio de 2020.
Notícia
Islamismo, religião, Muhammad, São Paulo, Fundação Biblioteca nacional
O Islã (إسلام) é uma religião fundada pelo profeta Muhammad (مُحَمَّد), ou Maomé, que viveu entre os séculos VI e VII na Arábia, atual Arábia Saudita. Segunda maior religião em adeptos do mundo, a comunidade islâmica no Brasil, de acordo com censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), chegava a mais de 35 mil habitantes em 2010.

cobertura-6419-dia-islamismo-sao-paulo.jpg

Na imagem, página extraída de exemplar manuscrito de Alcorão (القرآن), texto sagrado do Islã
Na imagem, página extraída de exemplar manuscrito de Alcorão (القرآن), texto sagrado do Islã

Acredita-se que a religião tenha primeiro chegado ao país através da escravização no período colonial, no qual muitas pessoas oriundas da região da África subsaariana eram praticantes do islamismo. Em 1835, foi uma maioria de escravos muçulmanos que realizou um levante em Salvador, Bahia, de descontentamento com suas condições de cativeiro, conhecido como a Revolta dos Malês.

O Dia dos Islamismo, comemorado em 12 de maio, foi instituído no Estado de São Paulo em 21 de outubro de 2009, pela Lei nº 13.762. Segundo a autora do projeto, o objetivo era resgatar a contribuição cultural da religião islâmica na formação do país e diminuir a visão preconceituosa contra seus praticantes, frequentemente vítimas de islamofobia e associação a ações extremistas. A capital de São Paulo conta com a primeira mesquita edificada na América Latina, cujas obras se iniciaram em 1929.

Na imagem, página extraída de exemplar manuscrito de Alcorão (القرآن), texto sagrado do Islã, possivelmente comprado pela Biblioteca Nacional junto a outros manuscritos árabes em 1886, integrante do acervo pessoal de José de Oliveira Barbosa (1753-1844), visconde do Rio Comprido. É possível perceber anotações laterais de uso, também em árabe, e a presença dos diacríticos em vermelho. O manuscrito, de 382 páginas, não possui identificação de data de fabricação.

(Maria Fernanda Nogueira)

Acesse