Hallelujah (Aleluia) de Handel é tocado pela primeira vez na Páscoa de 1742

domingo, 12 de abril de 2020.
Notícia
Por ocasião da Páscoa de 1742, o famoso Hallelujah de Handel foi tocado pela primeira vez. George Frideric Handel é considerado um dos grandes compositores do período Barroco. Nasceu em Halle-Saale em 23 de fevereiro de 1685, e morreu em Londres em 14 de abril de 1759.

O Hallelujah (Aleluia) faz parte do oratório Messiah (Messias), que é a obra mais famosa do compositor alemão. Oratório é um gênero de composição musical basicamente cantado, sendo bastante utilizados, além da orquestra, solos vocais e coro. Em geral narra temas bíblicos.

O Messiah (HWV 56, 1741) é um oratório sobre a vida de Jesus Cristo, o Messias. Apresenta 51 movimentos divididos em três partes: as Profecias sobre o nascimento de Jesus, a Paixão e a Ressurreição. O Hallelujah é o 42° movimento, no final da segunda parte, onde se demonstra toda a alegria pela vitória do Messias sobre a morte e o pecado.

Essa obra foi composta por Handel para a Páscoa, mas costuma ser apresentada também na época do Natal. Diz-se que quando o Messiah foi apresentado em Londres, o Rei George II, impressionado ao ouvir o Hallelujah, levantou-se emocionado, dando origem ao costume da plateia ficar em pé durante a execução desse movimento.

Eis a tradução do Hallelujah de Handel:

“Aleluia!

Pois o Senhor Deus onipotente reina.

O reino deste mundo se tornou

O reino do nosso Senhor e do seu Filho

E Ele reinará para sempre e sempre.

Ao Rei dos reis eternamente e sempre

Senhor dos senhores eternamente e sempre

Rei dos reis, Senhor dos senhores

Aleluia!”

Em 1959, a Seção de Música da Biblioteca Nacional promoveu uma exposição comemorativa do bicentenário da morte de Handel, tendo sido publicado um catálogo:

Exposição comemorativa do bicentenário da morte de Georg Friedrich Haendel, 1759- 1959. Rio de Janeiro, RJ : Biblioteca Nacional, [1959]. 16p. il. ; 24cm.

Acesse