Brasiliana Fotográfica traz publicação sobre o Marechal Rondon e as fronteiras do Brasil

sexta-feira, 27 de dezembro de 2019.
Brasiliana Fotográfica
História do Brasil, fotografia, Brasiliana Fotográfica
A Brasiliana Fotográfica publicou na última semana, 20 de dezembro, artigo de Elizabeth Brêa Monteiro, pesquisadora do Arquivo Nacional – instituição parceira do portal – sobre as viagens do general Cândido Rondon no âmbito do Serviço de Inspeção de Fronteiras, que tinha por objetivo vigiar e assegurar as fronteiras nacionais.

cobertura-6138-brasiliana-fotografica-traz-publicacao-sobre.jpg

Comissão de Inspeção de Fronteiras com o general Cândido  Rondon (1865-1958).
Comissão de Inspeção de Fronteiras com o general Cândido Rondon (1865-1958).

À época, o general visitou as fronteiras do país, iniciando pelo Oiapoque e percorrendo a oeste e ao sul os limites com Guiana Francesa, Guiana, Suriname, Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Paraguai e Argentina e Uruguai.

Leia a seguir trecho inicial do texto da pesquisadora e acesse a Brasiliana Fotográfica para realizar a leitura completa.

Desde o final do século XIX a soberania e a preservação do espaço nacional ensejavam preocupação dos dirigentes da recém-instalada República. Ao mesmo tempo que as vastas dimensões territoriais do país constituíam um valor positivo, a necessidade de integração de regiões afastadas situadas em faixas de fronteira deram origem a projetos de controle e reconhecimento territorial.

Os trabalhos da Comissão de Linhas Telegráficas e Estratégicas de Mato Grosso ao Amazonas, iniciados nos anos de 1890, já contemplavam objetivos de estabelecer comunicação entre o sertão e os centros urbanos e introduzir à dinâmica espacial do país áreas a noroeste e domínio sobre zonas de fronteira. A Comissão revestia-se de um caráter estratégico “não só como fator de desenvolvimento, mas também como motor para a ocupação da região, incentivando a migração, e para a garantia da defesa das fronteiras brasileiras, ‘nacionalizando’ os povos indígenas.” (Moreira Neto, 2005: 83).